#EscutaAí | Timeflies

Scroll down for english version

 

Fala, meu povo!

Semana passada eu estive aqui com um dos DJ’s mais bombados do momento e que tocou no Lollapalooza Brasil 2016, o A-Trak. No entanto, essa semana nossos entrevistados nunca estiveram em terras brasileiras, mas confessaram que estão malucos pra aterrizar por aqui muito em breve! (ai meu coração!). Se você tem, mais ou menos, a mesma idade que eu, provavelmente na sua adolescência você ficou doida com a dupla 3Oh!3, lembram? Era incrível pois a dupla tinha um alto astral único, letras inteligentes e uma pegada meio rap as vezes. Pois bem, o tempo passou, nossas preferências mudaram, mas venho hoje trazer para vocês os dois novos crushs da sua vida: Cal e Rob – a dupla Timeflies!

O produtor Rob Resnick e o vocalista Cal Shapiro criaram o Timeflies em 2010 de uma maneira totalmente despretenciosa: os dois se conheceram enquanto estavam um pouco bêbados em uma das festas da faculdade. Cal começou a fazer o que sabe de melhor, free-style, e Resnick entrou na onda com um beatbox. A partir daí Cal se juntou com a antiga banda de Resnick, fizeram um som juntos e até abriram alguns shows do Ludcris. Como Timeflies, a dupla já conquistou uma legião de fãs, viajou pra vários cantos do mundo e sempre fez questão de se manter como banda independente. Como se não bastasse tudo isso, os meninos ainda se comprometeram, por muitos anos, a lançar conteúdos exclusivos e de altíssima qualidade no Youtube misturando covers de canções bombadas com o freestyle sensacional de Cal…. é de tirar o chapéu! Mesmo com a agenda lotada, a mudança de casa para Los Angeles e tudo mais, os meninos fizeram questão de separar alguns minutos do dia para bater um papo comigo. Conversamos sobre a carreira como banda independente, a mudança de residência, o novo single e até a possível vinda da banda para o Brasil! Eu já estou pirando com a ideia! Então não perca tempo e leia a entrevista na íntegra abaixo e deixe seu comentário. Não esqueça de divulgar o link nas redes sociais! Quem sabe a gente não se encontra no primeiro show dos meninos aqui no Brasil? :)

 

ENTREVISTA COM TIMEFLIES

 

  • Antes de mais nada, obrigada por me receberem, meninos! Eu sei que vocês estão extremamente ocupados por aí então eu realmente agradeço :) Como vocês estão? Eu sei que vocês se mudaram para Los Angeles alguns meses atrás, estão curtindo a nova vizinhança? As pessoas normalmente dizem que você vai gostar de LA por um ano e depois ficará de saco cheio… mas como isso é possível? Quero dizer, é Los Angeles! haha

 

Timeflies: As coisas estão loucas no momento. Nós acabamos nossa última turnê, mudamos para Los Angeles e não poderíamos estar mais felizes. Nós somos duas crianças da costa leste americana então achávamos que demoraria um certo tempo para nos acostumar…. mas não demorou! Um ótimo clima por um longo período de tempo. Nós ainda não atingimos essa marca de 1 ano, mas nós contaremos para você se é verdade.

 

  • Eu ouvi dizer que vocês tem o próprio estúdio nessa nova casa em Los Angeles, é verdade? É mais produtivo trabalhar em casa?

Timeflies: Muuuuuuuuuuuuuuito mais produtivo trabalhar em casa. Nós acabamos trabalhando com nossa própria agenda, a qualquer hora. O estúdio é no porão do Rob então não tem mais impecílios para irmos até o estúdio ou resolver problemas logísticos e coisas do tipo… Nos permite ficar madrugada a dentro em “modo criatura”, como gostamos de dizer. Timeflies começou com um estúdio dentro do quarto – está tudo se encaixando e voltando as origens.

 

 

  • Falando sobre o seu single mais recente, “One In A While”, vocês acreditam que há um lugar ou momento perfeito para ouvir esta canção? Ela te remete a algum momento?

Timeflies: Algumas canções remetem a um certo momento ou lugar. Esse nosso single, definitivamente, tem aquela atmosfera das janelas do carro abaixadas num verão. Mas a verdade é que você vai sentir o poder dela não importa o lugar.

 

 

  • E como foi o processo de escrita e produção? Vocês normalmente sentam e colocam o cérebro pra funcionar ou a inspiração vem espontâneamente? Aquele assobio durante a música é meio viciante, diga-se de passagem. Ontem eu acordei cantarolando aquela parte! Haha

Timeflies: Amamos saber isso!! Nós na verdade compusemos um rascunho de idéia dessa canção enquanto estávamos em turnê no final de Novembro. No entanto, toda canção é um processo e se você hackeasse nosso computador, você acharia 30 versões diferentes de “Once In A While”. O refrão veio antes de tudo dessa vez e aí escrevemos o resto da canção e fizemos a produção e adicionamos a parte do xilofone.

 

  • Ainda sobre o novo single, a primeira frase diz: “Eu pensei que sabia mais”. Isso me leva de volta ao passado quando eu era criança e achava que sabia tudo… Tem alguma coisa que vocês gostariam de saber mais?

Timeflies: Por um lado, tudo. A experiência é o melhor professor que podemos ter então é difícil não pensar nisso. Mas, ao mesmo tempo, não saber sobre o futuro é o que torna tudo muito instigante  e as vezes decisões espontâneas acabam sendo as melhores. Confie na sua intuição. Esse single é muito especial para nós porque captura muito bem esse momento e sentimento em nossas vidas.

 

 

  • E se você pudesse desejar que seu álbum inspirasse alguém a fazer alguma coisa, o que seria?

Timeflies: Alguma coisa épica. Algo fora da zona de conforto da pessoa. Leve a um outro nível! Lembrando sempre que é muito importante focar e trabalhar duro, mas ao mesmo tempo é igualmente necessário se deixar levar, dançar e se sentir bem. Para nós é sobre achar o equilíbrio e nós esperamos que essa canção inspire as pessoas a fazerem o mesmo e achar o equilíbrio delas.

 

 

  • Bom, eu honestamente acredito que Timeflies é uma das duplas mais consistentes na indústria da música porque por um lado nós temos o Cal – que pode fazer freestyle extremamente bem – e nós temos Rob – que consegue produzir canções absurdamente bem – e, por outro lado, nós temos esse “elemento extra” de que vocês, mesmo atingindo grandes massas, decidiram continuar fazendo seu próprio trabalho, tendo o próprio estúdio, produzindo sons únicos e autênticos de uma forma “orgânica”, digamos assim. Quais as dificuldades que vocês enfrentaram por conta disso e quais partes vocês gostaram?

Timeflies: É difícil para as pessoas, e pessoas da indústria, especialmente, entender o porquê de você não fazer do jeito delas. O jeito que funciona. Mas as vezes as coisas que estão funcionando começam a parar e eles precisam revisar. Nós queríamos revolucionar as coisas desde o começo. Nós queríamos ser os caras que as pessoas olhassem e dissessem: “como eles surgiram com essa ideia?”. Nem que seja pelos freestyles, “Timeflies Tuesday”, nossos shows e, especialmente, nossas músicas originais – fazer coisas diferentes é algo que nos orgulhamos muito. Tirando o fato de que o jeito normal é um porre. Nós não queremos ser artistas de uma música só. Queremos ser um movimento. Em termos de nossos respectivos gostos musicais, a dualidade e complexidade do Timeflies tem sido a base de nossas canções, nossos shows e nossa vibe no geral. Nós temos o lado hip hop / blues do Cal e o dance/pop do Rez – que juntos culminaram e se tornaram nosso estilo. Nos manter autênticos é realmente divertido para nós.

 

 

 

 

  • Vocês acham que aprenderam/viveram alguma coisa que não teriam a possibilidade se não fossem uma dupla independente?

Timeflies: Sempre trabalhe duro e seja produtivo. Quando começar parecer que alguém irá fazer o trabalho por você…. lembre-se de trabalhar como se não tivesse ninguém te ajudando. Nós aprendemos isso passando por coisas do tipo e aprendemos que a mente independente pode te levar bem mais longe.

 

 

  • O modelo de lançar músicas constantemente é bastante arriscado porque você tem que manter o nível muito elevado, sempre, ou então os fãs ficarão entediados. Você não pode lançar algo mediocre, certo? Vocês começaram a lançar videos do Timeflies Tuesday alguns anos atrás e o que eu acabei de mencionar não chegou nem perto de acontecer com vocês. Vocês mantiveram o nível bastante elevado. Como decidiram lançar esse projeto? Primeiramente vocês lançaram os vídeos por diversão, mas acabaram percebendo que algo maior poderia crescer a partir disso?

Timeflies: Você está certa. Acaba ficando um pouco complicado – porque mais conteúdo é bom. Certo? A qualidade sempre foi e sempre será nossa maior prioridade então como pudemos fazer 68 Timeflies Tuesdays seguidos acontecer? Não temos muita certeza. É um inconstante equilíbrio porque nós tratávamos nossos vídeos semanais como uma viagem ao estúdio conosco – no entanto nosso conteúdo original era onde você podia ver nosso lado artístico. Isso nos ajudou a não nos levar tão a sério. Fazer interpolações e covers de canções que amamos é algo que nos diverte muito. Nós definitivamente não depositamos o mesmo tempo nelas do que o tempo que nos dedicamos às nossas canções originais, mas estávamos constantemente tentando fazer melhor do que o último vídeo e isso durou um bom tempo. Ficamos felizes em saber que você gostou deles! haha

 

  •  Vocês acham que esse é o motivo pelo qual as pessoas são tão apaixonadas pelo trabalho de vocês? Pelo fato de vocês lançarem conteúdo novo com frequência… creio que isso ajuda a construir uma fanbase consistente, certo?

Timeflies: Eles tem a oportunidade de ver diferentes lados de cada um de nós.Não há segredo nenhum, o que você vê é o que nós somos. Honestidade e autenticidade vão bem com qualquer coisa (:

 

 

 

  • E a crescente popularidade da banda afetou a maneira como vocês escrevem as canções ou a maneira como pensam na produção?

Timeflies: A verdade é que cada experiência que tivemos até o exato momento acabou nos influenciando de alguma forma. Nós usamos todas essas experiências e evolução de nossas perspectivas para ajudar nas nossas composições. Então é claro que quando vamos escrever uma canção nós pensamos sobre os grandes shows, os lugares magníficos que iremos visitar e as coisas que iremos fazer… mas não, nós continuamos os mesmos filhos da p*ta!

 

 

  • Fazendo uma comparação: O que vocês preferem, a vida no estúdio ou na turnê?

Timeflies: Passenger disse uma coisa certeira em sua canção: “Você  odeia a estrada apenas quando sente saudade de casa”. Quando você está no estúdio, você quer que os fãs escutem com o que está trabalhando então você quer ir pra estrada. Quando está em turnê, você quer escrever uma nova canção para tocar no show de amanhã a noite – então você fica morrendo para voltar para o estúdio. Faca de dois gumes, Catch 22, qualquer que seja o nome que queira dar, nós amamos os dois! Mas no coração nós dois também somos músicos e artistas então o processo criativo será sempre algo especial para nós.

 

  

  • Qual a parte preferida de estar em turnê? O que vocês não vivem sem quando estão na estrada?

Timeflies: Vai soar bastante cliché, mas ver os fãs gritando cada palavra da canção que você mesmo escreveu é um sentimento indescritível. Especialmente quando você pode parar de cantar e eles levam a música até o final. E o que nós não podemos ficar sem na estrada?…. Ramen (comida chinesa), bons travesseiros e cabo de computador? São tantas coisas! Óculos escuros e Advil….

 

  • Ainda falando sobre visitar diferentes países e coisas do tipo… Vocês conhecem alguma coisa sobre o Brasil? A próxima parade de vocês, definitivamente, deveria ser nosso país 😛 haha

Timeflies: Nós estamos com muuuuita vontade de conhecer!! Nenhum de nós dois esteve aí, mas somos grandes fãs da cultura. Nós definitivamente amamos o churrasco brasileiro!!

 

 

  • O que os fãs podem esperar do Timeflies em 2016?

Timeflies: Essas nossas músicas novas!! Nós temos um monte de canções que esperamos pacientemente para lançar. Além disso, esperem “Once In A While” virar um grande sucesso! Parece que será um ótimo ano para nós.

 

 

 

  • Por ultimo, mas não menos importante, vocês gostariam de deixar uma mensagem para os leitores e fãs brasileiros? Obrigada por me receberem, meninos! Espero vê-los em breve aqui em nosso país!

Timeflies: Nós amamos isso! Incríveis perguntas e muito obrigada você por nos receber. Para nossos fãs brasileiros, nós estamos chegando! Mal podemos esperar para provar todas as comidas diferentes, experimentar a vida noturna e, o mais importante, ver como o futebol deve ser jogado de verdade haha

 

 

 

Facebook   |   Twitter   |   Instagram   |   Youtube 

 

 

 

 

PERGUNTAS RÁPIDAS

– Um sonho?

Cal: Fazer um gol nos acréscimos e vencer a Copa do Mundo.

Rob: Gravar uma música, no espaço.

 

– Uma canção?

Cal: Hotel California

 

Rob: Your Hand In Mine

 

– Um conselho

Cal: É melhor ter e não precisar do que precisar e não ter.

Rob: Pense com o cérebro. Viva com o coração.

 

– Um vício?

Cal: Ficar se mexendo

Rob: “There is no spoon”. (referência ao Star Wars)

 

– Eu não suporto…

Cal: Morangos

Rob: Esquilos

 

– Se eu pudesse mudar qualquer coisa no meu país/cidade/planeta , eu…

Cal: Tornaria a água potável para todos.

Rob: Ofereceria serviços de saúde de graça.

 

– Que canção constrangedora eu acharia no seu MP3 player?

Cal: Beautiful – Christina Aguilera

 

Rob: Never Had A Dream Come True – S Club 7

 

Ah! Os meninos postaram ontem a noite um vídeo, no Facebook oficial da banda, do Ronaldinho Gaúcho marcando um golaço e, ao fundo, a nova música de divulgação da banda.. parece que tem uma dupla entrando no clima brasileiro, não é mesmo? Clique na imagem abaixo e veja a publicação oficial na íntegra!

Timeflies

 

Marcella

Fale comigo no Twitter

Siga meu Instagram

 

 


 


 

 

INTERVIEW WITH TIMEFLIES

 

  • First of all, thanks for having me, boys! I know you are extremely busy so, I really appreciate it J So, how are you doing? I know that you guys had moved to LA a few months ago. Are you enjoying the new neighborhood? People usually say that you love LA for an year, then you get completely bored…. But how can it be possible? I mean, it’s LA baby! hahaha

Timeflies: Things are crazy right now. We finished up our last tour, moved out to LA and couldn’t be happier. We’re two east coast kids, so we thought it would take some getting used to… it didn’t. Good weather goes a long way. We haven’t hit the year mark, yet, but we’ll let you know on that.

 

  • I heard that in you guys have your own studio in that new house at LA, is that right? Is it more productive being at home?

Timeflies: Wayyyyyy more productive at home. We get to work on our own schedule, at any hour. The studio’s in Rob’s basement so there’s no more blocking out studio time or figuring logistical stuff out.. Leads to more late nights and “creach mode” as we like to say. Timeflies started with the studio in the bedroom, it’s only fitting it returns to form.

 

  • Talking about your most recent single, “One In A While”, do you think there’s a perfect time or place to listen to it? Does it lend itself to a particular listening experience?

Timeflies: Some records “feel” like a time or a place. This one definitely has that windows down summer feel to it. But the truth is, you’re gonna feel it no matter where you are.

 

 

  • And how was the writing and producing process? Do you guys usually sit down and put your brain into gear or it comes spontaneously? That “whistle” in the song is kinda addictive, let me say haha. Yesterday I woke up whistling! Haha

Timeflies: Love that! We actually composed a rough idea of this song while we were still on tour last November. Every song is a process though, and if you hacked our laptops you would find like 30 different versions. The chorus came first on this one, and then we wrote the rest of the song and did the production / added the xylophone part.

 

 

  • Still talking about your new single, the first line says “I thought I would know better”. It reminds me back in the past when I was a kid and I thought that I knew everything… haha. There’s something you wish you would know better?

Timeflies: On the one hand, everything. Experience is the best teacher so it’s hard not to be thinking about that. But at the same time, not knowing the future is also what makes it so exciting, and sometimes spontaneous decisions end up being the best ones. Trusting your intuition. This record is really special to us because it captures this moment in our lives and that feeling really well.

 

 

  • And if you could hope that your album inspired someone to do something, what would that thing be?

Timeflies: Something epic. Something outside of their comfort zone. Take it next level! Knowing that it is important to really focus and work hard, but at the same time equally important to sometimes let yourself just dance and feel good. For us it’s about finding the balance, and we hope this song inspires others to find theirs.

 

 

  • So, I honestly believe that Timeflies is one of the most consistent duo out there in the “music industry” because in one hand we have Cal – who can freestyle extremely well – and we have Rob – that can produce outstanding songs – and, on the other hand we have that “extra element” that you guys, even reaching out a large crowd, decided to continue doing your own job, having your own studio and producing authentic and unique sounds in an “organic way” let’s say. What challenges you had to deal with because of that and which parts you’d enjoyed?

Timeflies: It’s hard for people and industry people especially to understand why you wouldn’t do it their way. The way that works. But usually things that work are starting not to, and they need revising. We wanted to revolutionize things from the jump. We wanted to be the guys who people looked at and said how did they come up with that. Whether it’s the freestyles, Timeflies Tuesday, our shows and especially our original music, doing things differently is something we pride ourselves on. Plus the normal way sucks. We don’t want to be one song. We want to be a movement. In terms of our respective musical tastes, the duality and complexity of Timeflies has been what has been the basis of our music, our live show, and our general vibe. We have the hip hop / blues side from Cal and the dance / pop side from Rez, which together has blended to make our style. Keeping both authentic is really what’s so fun for us.

 

 

  • Do you think you guys had learned/experienced something that you would never experience if you were not that independent?

 

Timeflies: Always hustle and always grind. When it starts feeling like someone else is going to take over and do some of the work for you… remember to work like there’s no one. We’ve learned that living that independent mentality takes you further

 

 

 

  • The model of constantly releasing music is risky because you should keep the level high or the fans will get bored instead. You can’t pump out mediocre content, right? You guys started to launch Timeflies Tuesday a few years ago and what I’d mentioned didn’t happen at all. You guys kept the quality high. How did you guys decided to launch that project? Firstly you pulled out just “for fun” but suddenly noticed that something huge could rise from there?

 

Timeflies: You’re right. It gets a little tricky— because more content is good. Right? Quality has always been and will always be our highest priority, so how did we ever make 68 Timeflies Tuesdays in a row happen? Not sure. It’s a fickle balance, because we treated our weekly videos like a trip to the studio with us, whereas our original content is where you saw our true artistry. It’s helped us not take ourselves too seriously. Getting to do interpolations and covers of songs we love is something we have a lot of fun with. We definitely don’t get to put the same time into them that we put into our originals, but we’re always trying to make them even better than the last, so they’ve come a long way. Glad you like them! lol

 

 

 

  • Do you think that’s why people are so much passionate about you guys? Because you can pull out new content with a certain frequency and what can also release what YOU want? I guess that’s what helps to build a consistent fanbase, is that right?

 

Timeflies: They get to see so many different sides of us. There are no secrets, what you see is who we are. Honesty and authenticity go a long way with anything.

 

 

  • And has the increasing popularity of the band affected the way that you write songs or think about how you’re making them?

Timeflies: The truth is, every experience we’ve had up until this very moment has influenced us in someway or another. We use all of those experiences and evolving outlooks to help in our writing. So of course when we go to write a song, we think about the huge shows, the cool places we get to travel and things we get to do.. but nah, we’re still the same mother f*******s.

 

  • Making a comparison: Which do you like most, life in the studio or on tour?

Timeflies: Passenger said it best. “You only hate the road when you’re missing home.” When you’re in the studio you want fans to hear what you’re working on, so you want to get out on the road. When you’re on the road, you want to write new music to play for the show tomorrow night so you’re dying to get back into the studio. Double edged sword, Catch 22, whatever you want to call it, we love both! But at heart we’re also both musicians and artists, so the creative process is always going to be something special.

 

 

  • What’s your favorite thing about touring?And what’s something you can’t live without on tour?

 

Timeflies: Sounds cliche, but seeing fans scream the words to songs you’ve written is an indescribable feeling. Especially when you can stop singing and they’ll carry it for you. And what can’t we live without… ramen, good pillows, an aux chord? So many things. Sunglasses and advil..

 

  • Talking about visiting different countries and stuff… Do you know something about Brazil? Have you ever listened to any Brazilian song or know any Brazilian artist? Your next stop should be our country for sure 😛 haha

Timeflies: We’re fired up to come visit! Neither of us have ever been but we’re big fans of the culture. We definitely love Brazilian BBQ!

 

 

  • What the fans can expect from Timeflies in 2016?

Timeflies: This new music!! We’ve got a lot of records we’ve been waiting patiently to release. Also, expect “Once In A While” to take over! Feels like it’s gonna be a big year for us.

 

 

  • The last but not the least, would you like to leave a message to the readers and also to your fans here in Brazil? Thanks for having me, guys! Hope to see you soon here in our country!

Timeflies: Loved it! Awesome questions and thanks for having us. And to our fans in Brazil, we’re coming! Can’t wait to try all the different food, experience the nightlife and more importantly, see how soccer is supposed to be played haha

 

Facebook   |   Twitter   |   Instagram   |   Youtube 

 

 

QUICK ANSWERS

– A dream?

Cal:Scoring a goal in stoppage time to win the world cup

Rob:Record a song, in space.

 

– A song?

Cal:Hotel California

Rob:Your Hand In Mine

 

– An advice

Cal:Better to have it and not need it than need it and not have it

Rob:Think from the brain. Live from the heart.

 

– An addition?

Cal:Keep it moving

Rob:There is no spoon.

 

– I can’t handle…

Cal:Strawberries

Rob:Squirrels

 

– If I could change anything in my country/city/planet I….

Cal:Clean water for everyone

Rob:Free healthcare

 

– What embarrassing songs might I find on your MP3 player?

Cal:Beautiful – Christina Aguilera

 

Rob: Never Had A Dream Come True – S Club 7

 

 

 

Marcella

Follow me on Twitter

Follow me on Instagram

 

 

sobre o autor

Marcella Monteiro
Marcella Monteiro

Apesar de estar cursando Engenharia, sempre foi fascinada por fotografia e todo gênero de música. Engajada em manter as pessoas bem informadas, já se envolveu em diversos sites de notícia e projetos sociais.

Copyright © 2014. Design by Blank